terça-feira, 3 de Março de 2009

SANTIAGO DE COMPOSTELA

Catedral de Santiago de Compostela
*
A cidade de Santiago de Compostela é a capital da Galiza - España - e está localizada na Província da Coruña, tendo uma área aproximada de 223 Km2 e uma população de 93712 habitantes, conforme o censo de 2007, equivalente a uma densidade populacional de 416,70 hab/km².
É uma cidade famosa em todo o mundo pela belíssima Catedral de fachada magnífica fachada barroca, a que acorrem os milhares de peregrinos que percorrem os Caminhos de Santiago, para irem ao encontro do manto de São Tiago, que foi um dos apóstolos de Jesus Cristo, cujo corpo a lenda dia ter sido transladado para aquele lugar.
SANTIAGO DE COMPOSTELA tornou-se assim, juntamente com Jerusalém e Roma, um dos lugares de peregrinação mais importantes do mundo.
A maioria dos peregrinos utilizam o Caminho Francês, que começa em Roncesvalles ou em Saint Jean Pied de Port, passando através de Espanha, em direcção a Santiago de Compostela. Este percurso tem cerca de 900 Km de extensão.
Também o Caminho Português tem mostrado ser uma rota de peregrinação cada vez mais utilizada pelos romeiros devotos que a partir do nosso País procuram outros rumos que os levem ao Santuário de Santiago.
Algumas pessoas começam a peregrinação nas suas terras natais, inclusivamente na Alemanha e na Áustria, de forma que podem assim juntar-se mais 1000 Km ao itinerário.
A Catedral de Santiago de Compostela é reconhecidamente um dos pilares do cristianismo. Na cidade de Santiago de Compostela existem 46 igrejas, 114 campanários, 288 altares e 36 congregações.
A história de Santiago de Compostela relata-nos uma arquitectura religiosa e muito antiga.
Lá poderemos admirar exemplares de beleza excepcional, como, por exemplo, dois anjos do século XIV com óculos, que são parte de num alto-relevo, ou uma Virgem Maria grávida, que estão na entrada de uma igreja.
Um pouco de história:
Segundo uma antiga tradição, com a dispersão dos apóstolos pelo mundo, São Tiago, foi pregar a "boa nova " do Evangelho de Jesus nas mais regiões longínquas, passando algum tempo na Galiza, no extremo oeste de Espanha. Após regressar à Palestina, foi preso e decapitado, com o seu corpo a ser jogado fora das muralhas de Jerusalém.
Dois discípulos, de nome Teodoro e Atanásio, recolheram os seus restos mortais, que levaram num navio no regresso ao ocidente, aportando então na antiga cidade de Iria Flávia, na costa oeste espanhola, onde, secretamente, o sepultaram num bosque chamado Libredón.
Este lugar estava esquecido até que, oito séculos após, um ermitão de nome Pelágio começou a observar que um estranho fenômeno ocorria neste mesmo lugar: uma verdadeira chuva de estrelas caía todas as noites sobre um ponto do bosque, soltando uma intensa luminosidade .
Quando foi avisado das luzes místicas, o bispo de Iria Flávia, Teodomiro, ordenou que se fizessem escavações no local, encontrando, deste modo, uma arca de mármore qua continha os ossos do Santo.
A notícia do achado logo se espalhou e muitas pessoas começaram a deslocar-se para sonhecer o sepulcro, originando-se assim o Caminho de Santiago de Compostela.

Símbolos de Santiago de Compostela

Sem comentários: